CVM cria FinTechHub

CVM cria FinTechHub

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) criou em junho o Núcleo de Inovação em Tecnologias Financeiras (FinTech Hub) para acompanhar o desenvolvimento e a aplicação de fintechs no mercado de valores mobiliários.

Com o objetivo de orientar o público sobre FinTech, a CVM, por meio do seu Centro Educacional, também promoverá serviço de atendimento a desenvolvedores de novas tecnologias, bem como conteúdos educacionais, eventos e parcerias.

O FinTechHub vai atuar no desenvolvimento de ações educacionais e de orientação voltadas a empreendedores e desenvolvedores dessas tecnologias quanto aos aspectos regulatórios de serviços e produtos financeiros com potenciais impactos no mercado.
Monitoramento do desenvolvimento e das novas aplicações de tecnologias financeiras no segmento; no estabelecimento de canal para comunicação direta com o setor responsável; no estímulo de debates, reflexões e pesquisas em fintechs; e na articulação com outras iniciativas similares internacionais, analisando possíveis parcerias que beneficiem sua atuação e o setor de inovação financeira.

“As novas tecnologias financeiras podem transformar modelos de negócios, processos, mercados e produtos, que, hoje, estão sob regulação da CVM, como crowdfunding, digital securities, autometed advice, distributed ledger technology e high-frequency trading. Então, o Núcleo é fundamental para atuarmos de maneira proativa, estudando possíveis impactos à eficiência, solidez, transparência e proteção dos investidores”, diz Leonardo Pereira, presidente da CVM.

Ainda segundo o presidente, o novo grupo tem como foco a preservação da integridade e da confiabilidade do mercado. “É importante nos aproximarmos do setor de tecnologia, antecipando tendências e acompanhando as práticas de mercado”, acrescentou Leonardo.

 

As novas tecnologias financeiras tem sido tema de diversos encontros, grupos de trabalho e comitês, tanto no Brasil quanto internacionalmente, demandando, por parte da CVM, análises mais aprofundadas sobre os impactos no mercado.

Com o objetivo de orientar o público sobre FinTech, a CVM, por meio do seu Centro Educacional, promoverá serviço de atendimento a desenvolvedores de novas tecnologias, bem como conteúdos educacionais, eventos e parcerias.

Queremos saber sua opinião:

EnglishPortuguês
%d blogueiros gostam disto: