Bancos no blockchain

Bancos no blockchain

Sete bancos, entre eles Santander, CIBC e UniCredit, começarão a movimentar dinheiro real internacionalmente usando tecnologia baseado no sistema blockchain. A notícia está no Financial Times.

A notícia foi traduzida e publicada pelo UOL.

O blockchain é uma base de dados com cópias idênticas distribuídas por diferentes computadores e controlado por diferentes entidades, as partes envolvidas naquelas transações, sem um órgão que sirva de autoridade central. Espécie de livro de registros virtual, a tecnologia, está por trás da moeda virtual bitcoin.

No mês passado, os bancos anunciaram que tomaram parte em projetos de realização de pagamentos internacionais, usando ativos digitais na plataforma da Ripple, empresa de San Francisco que trabalha com compensação digital de transações.

Em lugar de executar transações por meio de contas em moeda local em bancos correspondentes de todo o planeta, os bancos convertem fundos à moeda do Ripple, conhecida como XRP, e em seguida concluem a transação quase automaticamente. Até o momento, o processo de compensação era lento —demorando de três a cinco dias, em muitos casos— e sujeito e erros.

Os sete bancos que assinaram representam “um grande marco, talvez um ponto de inflexão”, disse Chris Larsen, presidente-executivo e cofundador da Ripple.

Queremos saber sua opinião:

EnglishPortugueseSpanish