Iugu recebe R$ 120 milhões de fundos de investimentos

Iugu recebe R$ 120 milhões de fundos de investimentos

A fintech brasileira Iugu, dona de um sistema que automatiza cobranças para empresas, recebeu R$ 120 milhões em uma nova rodada de aportes liderada pelo banco Goldman Sachs. Fundada em 2011, a empresa do setor de pagamentos vai usar o investimento, o maior que recebeu até agora, para expandir os serviços pelo País.

O aporte veio semanas após o Banco Central autorizar a Iugu a atuar como instituição de pagamentos – mesmo tipo de licença que é utilizada por outras fintechs para fornecer serviços como contas digitais, por exemplo.

“Acreditamos que com o Goldman Sachs como investidor conseguiremos acelerar nosso próximo ciclo de crescimento”, afirmou, em nota, o fundador e presidente executivo da Iugu, Patrick Negri.

Em comunicado, a empresa afirma ainda que também vai destinar recursos para contratar talentos e ampliar sua oferta de produtos.

Hoje, a Iugu presta serviços financeiros para outras empresas como emissão de boletos, processamento de pagamentos e reconciliação de faturas e contas a receber.

Na visão do Goldman Sachs, a motivação para o investimento foi o fato de a empresa ajudar a solucionar problemas para os clientes, em vez de ser simplesmente um provedor de meios de pagamento, afirmou Cristiano Camargo, diretor da visão de merchant banking da instituição.

A Iugu possui aproximadamente 50 mil contas ativas e espera-se que alcance 200 mil até o fim de 2021. O foco da fintech são as companhias de pequeno porte, porém ela já trabalha também com empresas que possuem cerca de 600 colaboradores. A fintech cobra mensalidades, para administrar os serviços, entre R$ 99 e R$ 1,5 mil, variando conforme o pacote contratado.

EnglishPortuguês