Às vésperas do Natal, varejistas pedem ajuda a startups do inovabra habitat para superar desafios

Às vésperas do Natal, varejistas pedem ajuda a  startups do inovabra habitat para superar desafios

No último dia 26, o inovabra habitat (ambiente de inovação do Bradesco) reuniu um grupo de varejistas para expor, virtualmente, os mais agudos desafios que estão enfrentando em épocas de pandemia da Covid 19 – que forjou mudanças em todos os setores da vida humana, e já passou para a História como “o novo normal”.

O objetivo do encontro? Conectar os desafios dos varejistas do “velho normal” com as soluções inovadoras das startups residentes do habitat. A demanda era urgente – afinal, a data mais importante para o comércio é no próximo dia 24.

“Varejo foi escolhido como tema de novembro por ser um setor que está passando por uma transformação radical desde que a pandemia começou, levando todos os players a acelerar o processo de digitalização das transações, uma vez que a quarentena e o isolamento levaram todo mundo para o e-commerce”, diz Renata Petrovic, head do espaço.

Em março, o inovabra habitat suspendeu os eventos “Pizza com os CEOs”, que aconteciam presencialmente, por conta da pandemia. Em setembro, os encontros mensais foram retomados em formato virtual.

Fintechs Brasil acompanhou os debates do dia 26/11. A seguir, alguns highlights – a cobertura completa estará disponível em breve em forma de e-book. Não perca!

CACAU SHOW

Pela natureza do produto, altamente perecível, seu foco sempre foi varejo físico. Mas, claro, em 2020 a Cacau Show teve que mudar!

“Sem um grande benchmark ou case de sucesso para nos inspirar, todo o processo tem sido difícil. Estamos precisando de ajuda para acelerar” – Daniel Roque, Diretor de Expansão e Novos Canais na Cacau Show

COOP

Cooperativa de consumo com 32 lojas e 56 drogarias que atua há 65 anos no ABC e interior paulista, a Coop estava começando a organizar seu e-commerce – mas com a pandemia foi obrigada a acelerar.

“Estamos com expectativa de aumentar nossas vendas pelo e-commerce no ano que vem. A ideia é ter e-commerce com plataforma própria para fazer o arroz com feijão bem feito”- Lourdes Moreno, Gerente de Inovação e Novos Negócios

GRSA

A GRSA é uma empresa do grupo inglês Compass, um dos maiores do mundo em food service. O segmento de varejo de alto fluxo, como aeroportos e rodoviárias, foi duramente afetado pela pandemia, uma vez que a primeira coisa que a quarentena eliminou foi o deslocamento de pessoas.

Estamos começando a aceitar pedidos antecipados pelo aplicativo; assim o cliente chega e só retira. E também estamos desenvolvendo estudos sobre como entregar comida em home office”- Julieta Pardal, head do segmento de varejo de alto fluxo da GRSA

GRUPO HERVAL

O Grupo Herval é uma empresa gaúcha fundada em 1959. Com sede na cidade de Dois Irmãos, integra segmentos diferenciados e está presente em todas as regiões do país. Atualmente são 20 marcas que incluem indústria, comércio e serviços – consórcios, seguros, construção e financeiro.

“Estamos criando uma plataforma de inovação aberta para conectar startups; o objetivo é ter estabilidade e agilidade para incorporar novidades”.

SEBRAE NACIONAL

O Sebrae Nacional representa mais de 2,5 milhões de pequenos negócios do varejo em busca de soluções inovadoras. Segundo o Sebrae, o índice de digitalização do pequeno varejo brasileiro é baixíssimo.

São várias oportunidades abertas para soluções que podem se acoplar na nossa trilha de inserção dos pequenos negócios no mercado digital, para que a gente consiga de fato atender essa dor dos clientes”- Flávio Petry, Analista Técnico do Sebrae Nacional

EnglishPortugueseSpanish