Volume de investimentos em fintechs de pagamento cresceu mais de 2.000%

Volume de investimentos em fintechs de pagamento cresceu mais de 2.000%

Em 2020, as fintechs de meios de pagamento ocuparam a terceira colocação entre as que mais receberam investimentos: US$ 251 milhões. O valor ficou bem abaixo do total aportado nas categorias de crédito (US$ 350 milhões) e serviços digitais (US$ 931 milhões) no mesmo período. Mas, de 2019 para 2020, a variação no valor investido em fintechs de meios de pagamento foi de 2.612,01% — de longe a maior de todas entre esses dois anos.

Os dados são da Distrito.

Segundo a consultoria, vários fatores estão por trás do aumento de interesse dos investidores por essa área. Um deles é a popularização dos cartões virtuais que, além de práticos, também são um método mais seguro, uma vez que os dados podem ser cancelados assim que a transação é aprovada – evitando o vazamento de informações na internet. Outro fator é a expansão das carteiras digitais, que também facilitou o processo de pagamentos no Brasil com serviços como o PicPay, por exemplo.

“Vale destacar que muitos beneficiários do auxílio emergencial passaram a armazenar o cartão de débito da Caixa nas famosas wallets e que cada vez mais celulares passaram a suportar serviços de pagamentos por aproximação, como Apple Pay, Google Pay e Samsung Pay”, diz o texto divulgado para a imprensa.

Fonte: Distrito

EnglishPortuguese