Trinus, fintech que também é proptech e lawtech, recebe autorização do BC para funcionar

Trinus, fintech que também é proptech e lawtech, recebe autorização do BC para funcionar

O Banco Central deu autorização de funcionamento à Trinus Sociedade de Crédito Direto – a sede fica em Goiânia (GO) e o capital inicial é de R$ 3 milhões. A Trinus reúne três empresas alinhadas a um mesmo propósito relacionado ao mercado imobiliário e loteamento:

• TG Core – gestora de fundos focada no segmento imobiliário;

• Serv+ – que cuida da parte de governança dos empreendimentos;

• TBS Law – responsável por toda parte jurídica das operações;

Segundo a companhia, esse é um novo conceito de companhia que nasce da junção de três conceitos já conhecidos – o mercado financeiro – fintech, o imobiliário – proptech e o mercado legal – o lawtech, expertise das três empresas citadas acima, respectivamente. Para se consolidar no mercado, a expectativa é de atingir, até 2025, mais de mil empreendimentos sob sua gestão, o que corresponde a um VGV estimado de R$ 60 bilhões. A proposta da Trinus é modificar o mercado imobiliário a partir da desburocratização, inovação, tecnologia e sustentabilidade.

EnglishPortuguese