Nubank capta US$ 400 milhões e vira TOP 5 em valor de mercado na AL

Nubank capta US$ 400 milhões e vira TOP 5 em valor de mercado na AL

O banco digital Nubank concluiu hoje uma nova rodada de investimentos, no valor de US$ 400 milhões. Essa captação, chamada de Série G, coloca o banco digital como uma das cinco instituições financeiras mais valiosas da América Latina.  Analistas calculam o calor do banco digital em aproximadamente US$ 25 bilhões. A Série G é a antessala de um IPO – abertura de capital na bolsa.

A rodada foi liderada por fundos de investimento globais como GIC, Whale Rock e Invesco. A captação também contou com a participação de investidores de rodadas anteriores, como Sequoia, Tencent, Dragoneer e Ribbit. 

Ao longo dos seus sete anos de vida, o Nubank levantou mais de US$ 1,2 bilhão com alguns dos investidores de tecnologia mais conhecidos do mundo, como Sequoia, DST, Tencent, Tiger, Kaszek, Founders Fund, Dragoneer, TCV, Redpoint, Ribbit, GIC, Whale Rock, Invesco e QED.

Segundo o banco, desde a Série F, em julho de 2019, ele triplicou sua base de clientes — passando de 12 para 34 milhões de pessoas. Durante a pandemia, registrou, por mês, 30 mil novos clientes com mais de 60 anos. 

Também realizou três aquisições: Easynvest, corretora digital de investimentos com mais de 1,5 milhão de clientes; Cognitect, empresa de tecnologia norte-americana de engenharia de software; e Plataformatec, consultoria de tecnologia especializada em metodologia ágil.

“O Nubank já é um dos seis maiores emissores de novos cartões de crédito do México, onde mais de 1 milhão de pessoas se registraram para ter um roxinho. Na Colômbia, em apenas quatro meses após o lançamento, a lista de inscritos do cartão de crédito já tem 200 mil pedidos”, diz o banco, em nota. 

O capital desta nova rodada vai permitir que a fintech continue ampliando a oferta de produtos no Brasil e que mantenha o ritmo acelerado de sua expansão internacional.

“O Nubank nasceu de uma convicção de que as pessoas mereciam serviços financeiros mais transparentes e eficientes. E que pudessem ter o controle, de fato, de seu dinheiro e futuro financeiro”, diz David Vélez, CEO e fundador do Nubank. “Porém, não é apenas no Brasil que as pessoas sofrem com serviços financeiros burocráticos. Essa é uma dor compartilhada por todos os latino-americanos. Com esta nova rodada de investimentos, seremos capazes de acelerar e escalar nossas operações no México e na Colômbia e liberar ainda mais pessoas das complexidades financeiras”.    

“O Nubank é uma das empresas que melhor tem atuado no seu setor em todo o mundo. Estamos animados em apoiá-los nesta expansão como líderes do setor de banco digital”, afirma Alex Sacerdote, fundador e gestor de portfólio na Whale Rock Capital Management. 

“Ao longo dos anos, o Nubank demonstrou ter uma impressionante habilidade para executar planos ambiciosos, com flexibilidade para se adaptar caso necessário e sem perder a sua cultura e seu foco no cliente. Nós fizemos o primeiro investimento no Nubank quando era apenas um fundador com uma ideia e agora estamos entusiasmados em continuar nesta jornada pelos próximos anos”, diz Doug Leone, sócio-gerente global da Sequoia.

“Embora nosso foco seja em serviços financeiros, não vemos limites para as maneiras como o Nubank pode combater a complexidade e ter um impacto transformador na vida das pessoas. Costumo dizer que ainda estamos no ‘dia 1’. As oportunidades pela frente são infinitas”, acrescenta Vélez.

Fonte: Nubank 

EnglishPortuguese