Há vagas: 32 fintechs concorrem entre si para preencher mais de três mil posições abertas

Há vagas: 32 fintechs concorrem entre si para preencher mais de três mil posições abertas

Depois de receberem R$ 9,7 bilhões em investimentos, e de se multiplicarem – 2020 terminou com 1.016 – as fintechs estão agora disputando talentos no mercado. Afinal, precisam reforçar as equipes para acelerar o ritmo de crescimento. Neste momento, as fintechs têm vagas de sobra – tantas que está difícil encontrar gente boa para preenchê-las.

Considerando a pesquisa realizada pelo portal Fintechs Brasil em parceria com a Employer Branding Brasil no mês passado, mais as noticias sobre posições em aberto que chegam ao conhecimento da redação diariamente, conseguimos mapear mais de três mil oportunidades em 32 fintechs neste momento. Um oásis em plena pandemia da Covid19, que há um ano corta empregos mundo afora e provocou a queda de 4% do PIB brasileiro.

Essa edição especial sobre o mercado de trabalho nas fintechs revela o que está por trás dessa corrida por talentos. São quatro reportagens: Caio Infante, especialista em marca empregadora e CEO da Employer Branding analisa o cenário, e dá dicas sobre o que fazer para ser atraente para os melhores. Trazemos também insights de empresas de RH digital que estão ajudando as fintechs no processo de seleção e contratação, e o depoimento das próprias fintechs sobre seus desafios nesse momento. Destaque para o case do Pravaler, fintech de crédito estudantil que recentemente ampliou seu escopo de atuação e prevê financiar um milhão de alunos até 2025 – e vai precisar de gente. Para ajudar a preencher as 18 vagas abertas neste momento, o Pravaler vem caprichando nos benefícios, como revela a reportagem. “Hoje quem se destaca na área de tecnologia não procura mais emprego, eles são procurados”, diz Fernanda Inomata, Head de Assuntos Institucionais e responsável pelas frentes de Gente e Gestão, Comunicação e Agilidade da fintech.

Navegue pelos links:

Oportunidades de trabalho nas fintechs crescem com forte expansão do setor, apesar da pandemia

Empresas de RH digital ajudam fintechs a contratar com mais assertividade

Pravaler oferece licença parental para todos, participação nos lucros e auxílio trabalho remoto para atrair talentos

Employer Branding ensina empresas a ‘vender o seu peixe’ para os colaboradores

Se você é uma fintech e ficou de fora desse levantamento, não perca a próxima edição do especial sobre mercado de trabalho nas fintechs, que vai ao ar no segundo semestre!

Obs: o will bank atualizou a quantidade de vagas para 100. As 13 fintechs que aparecem em vermelho são as que participaram da pesquisa e revelaram os nomes (10 participaram anonimamente); as outras 9 enviaram ofertas de vaga para o portal Fintechs Brasil

Tendências para observar, segundo a Microsoft

A Microsoft acaba de lançar o relatório “Índice de Tendências de Trabalho”, com base em pesquisas com 31 mil pessoas em 31 países e análises de trilhões de informações sobre produtividade e trabalho. 

Acompanhe a seguir as principais conclusões:

67% das pessoas querem mais tempo de contato pessoal com os colegas de trabalho ao mesmo tempo que 73% preferem a flexibilidade de home office; 66% dos líderes dizem planejar um redesenho dos espaços para comportar esse modelo.

• 46% das pessoas pensam em se mudar geograficamente enquanto atuam de forma remota.

• 61% dos que ocupam cargos de decisão estão lidando melhor com esse momento do que os outros funcionários da equipe (38%), que estão sentindo desconexão e esperam mais empatia dos superiores

• 54% dos funcionários sentem-se sobrecarregados.

• As reuniões online cresceram 148%

• Cresceu duas vezes e meia o tempo gasto em reuniões online por semana.

• Busca por saúde mental tornou-se prioridade.

%d blogueiros gostam disto: