Franq, plataforma digital de serviços financeiros, prevê atrair 25 mil ‘personal bankers’ em quatro anos

Franq, plataforma digital de serviços financeiros, prevê atrair 25 mil  ‘personal bankers’ em quatro anos

A Franq, plataforma digital que oferece produtos e serviços financeiros de mais de 30 bancos e fintechs, está finalizando sua primeira rodada de captação de recursos para alavancar seu crescimento. Fundada em Florianópolis em 2018 por Paulo Silva, a Franq, que hoje tem 1,7 mil “personal bankers” cadastrados, quer chegar a 25 mil em quatro anos – 3 mil até o final deste ano. “Personal bankers” é o nome que a Franq dá aos bancários autônomos que comercializam os produtos da plataforma.

Silva, contudo, não revela o tamanho do aporte nem quem é o investidor – mas garante que a operação será anunciada em breve. Desde seu lançamento até agora, a Franq recebeu recursos de amigos e family offices: Daniel Prianti, fundador da Boutique Pool Publicidade; Cassius Schymura, conselheiro do Sofisa e Card Dynamics; Valéria Camarero, former CMO da Natura, Santander, LG e HSBC; e Donax Participações, que pertence à família Tellechea, uma das controladoras do Grupo Ipiranga.

A plataforma oferece contas digitais, cartões de crédito, financiamento imobiliário, crédito sem garantia, seguros, investimentos, consórcios, além de opções como benefícios, adquirência e produtos para empresas. “Somos ao mesmo tempo uma solução de distribuição de produtos para as fintechs e uma solução de renda para bancários desempregados, descontentes com o trabalho em bancos convencionais, aposentados e mulheres que não querem voltar ao mundo corporativo após a maternidade, por exemplo”, diz Silva. “Uma vez bancário, sempre bancário”, acredita o CEO. “Claro que eles podem partir para a carreira independente sozinhos, mas envolveria diversas certificações e licenças. O molho sairia mais caro do que o peixe”, brinca.

Os agentes fazem a ponte entre a tecnologia e o cliente, que muitas vezes ainda prefere atendimento humano. São bancários com mais de cinco anos de experiência que utilizam a ferramenta de forma independente, sem vínculos diretos com as instituições parceiras da Franq. A plataforma, por sua vez, cobra uma taxa de R$ 200 para adesão do agente, e fica com 20% das comissões que eles recebem – segundo Silva, como as ofertas de produtos e serviços dos parceiros são negociadas em lotes, as comissões são melhores para os agentes: “Mesmo com o rebate para a Franq, eles ainda conseguem uma retirada maior do que a média”, diz.

Entre os 35 parceiros que disponibilizam seus produtos e serviços na plataforma da Franq, estão Itaú, Santander, Creditas, Porto Seguro, BS2, BizCapital, Stone, Guide Investimentos, Sodexo, Icatu Seguros, UCI, Rodobens, MAG Seguros, Geru, Sofisa Direto, CrediPronto, WEEL, Nexoos, CrediHome, CashMe, bxblue, BV Financeira, Banco Bari, Empréstimos SIM, Wimo, Consiga Mais e Quod. Silva disse ainda que outros estão em processo de integração.

Além de Silva, a Franq tem como sócios Daniel Ferretti (CMO), Felipe Giroleti (VP Produtos) e Adriano Carneiro (sócio investido), que se juntaram ao projeto para estruturar o MVP e áreas de Marketing, Produtos e Operações da empresa. Logo depois entrou Gustavo Hartmann, com ampla experiência em tecnologia para se tornar CTO da Franq.

Como funciona

Cada ‘personal’ possui sua própria loja digital na plataforma da Franq, personalizada e com os produtos e serviços financeiros dos parceiros da fintech. Os consumidores de cada profissional só irão acessar a loja do banker escolhido. Além disso, no site da Franq também há o recurso “Encontre um Personal Banker”, ferramenta pela qual qualquer pessoa interessada pode encontrar um Personal Banker por localização, nome e tempo em que o bancário usa a plataforma da Franq.

A loja de cada ‘personal’ oferece produtos diferentes, de acordo com a necessidade do consumidor. Para receber atendimento, o consumidor pode combinar o melhor meio de comunicação — presencial, por telefone, aplicativos de mensagem instantânea, etc. Esse atendimento é gratuito. O consumidor paga diretamente ao parceiro que oferece o produto ou serviço escolhido. Ou seja, no banco tradicional quem escolhe o gerente de atendimento é o próprio banco, que depois oferta todos os produtos e serviços deste banco. Na Franq o consumidor é quem escolhe o seu “gerente” e tem acesso sem custos a inúmeras ofertas de diversos parceiros e marcas”.

A plataforma também oferece o LAB Franq, ambiente para growth, onde os bankers têm acesso a webinars, conteúdos digitais exclusivos e um app, o beFranq, além de consultoria de especialistas em marketing digital, operacional e suporte técnico.

%d blogueiros gostam disto: