Bancos, cartões e fintechs dão a largada na disputa pelos pagamentos via WhatsApp

Bancos, cartões e fintechs dão a largada na disputa pelos pagamentos via WhatsApp

As transferência por WhatsApp começam a funcionar a partir de hoje, e bancos, fintechs e as bandeiras Visa e Mastercard já deram a largada na disputa pelo cliente. Por enquanto, apenas Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Banco Inter, Next, Nubank, Sicredi, Woop e Mercado Pago estão habilitados, mas logo outros serão agregados. Os acessos aos usuários do aplicativo no Brasil, contudo, serão liberados gradativamente.

O serviço de pagamentos no WhatsApp é habilitado pelo Facebook Pay e pelo Facebook Pagamentos (a entidade autorizada pelo Banco Central), e processado pela Cielo no Brasil.

“Estamos empolgados com a disponibilidade deste serviço. Facilitar o envio e o recebimento de dinheiro com segurança não poderia ser mais importante neste momento, pois não apenas diminui a exposição das pessoas à pandemia, mas também ajuda os entes queridos a se manterem conectados, amplia o acesso a serviços financeiros e permite que mais pessoas participem da economia digital”, disse em nota Matt Idema, Diretor de Operações do WhatsApp.

“Os clientes do Banco do Brasil já podiam utilizar o WhatsApp para realizar várias transações bancárias. O próximo passo era oferecer uma solução de envio e recebimento de dinheiro pelo próprio aplicativo. Com o cadastro do Ourocard Visa no Facebook Pay, os clientes poderão fazer transferências diretamente na conversa no WhatsApp”, afirma Edson Costa, diretor de meios de pagamento e serviços do Banco do Brasil. “Pela aceitação do brasileiro por esse canal de comunicação, não temos dúvida de que, muito rapidamente, o WhatsApp vai assumir um forte protagonismo como meio de pagamento”, complementa.

“A parceria com o WhatsApp complementa nossas opções de pagamentos digitais, em um dos canais com maior frequência de uso dos nossos clientes, e fortalece nosso compromisso em inovar e entregar o que há de mais atual no mercado de meios de pagamento, com conveniência e segurança”, diz Rubens Fogli, diretor do Itaú Unibanco.

Bancos e carteiras digitais


“O Nubank sempre acreditou que era possível reduzir a complexidade da vida das pessoas. Com a parceria, nossos clientes terão mais uma opção para fazer pagamentos com a mesma facilidade com que falam com amigos e sem pagar nada a mais por isso “, diz Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank.

“O objetivo do Inter é simplificar todos os aspectos da vida diária, onde os pagamentos desempenham um papel importante. Acreditamos em maneiras fáceis e seguras de fornecer soluções de pagamentos para nossos clientes e usar o WhatsApp para fazer isso é uma ótima experiência do usuário.”, diz Ray Chalub, COO do Inter.

“Estar entre as primeiras fintechs que fazem parte do projeto de pagamentos no WhatsApp reforça mais uma vez o compromisso do Mercado Pago de levar inclusão financeira para milhões de brasileiros. Estamos onde nossos clientes estão, oferecendo serviços financeiros e de pagamento simples, seguros e sem burocracia”, comenta Tulio Oliveira, vice-presidente do Mercado Pago. “Nossos mais de 4 milhões de clientes dos cartões poderão enviar e receber dinheiro pelo WhatsApp, sendo uma porta de entrada para que outros milhões de brasileiros tenham acesso ao recurso por meio da conta Mercado Pago, gratuita e completa”, explica.

“Essa é mais uma solução que traz comodidade aos nossos mais de cinco milhões de associados, pois o WhatsApp é um aplicativo que já está muito presente no dia a dia das pessoas e agora também agrega o recurso de transferir dinheiro de forma simples e segura”, comenta Gisele Rodrigues, Superintendente do Soluções de Pagamentos do Sicredi.

Segurança e interoperabilidade

Toda transferência feita no WhatsApp é protegida por múltiplas camadas de segurança. As soluções de tokenização da Mastercard potencializam a autenticação das instituições financeiras para assegurar que o usuário do WhatsApp seja o proprietário do cartão. A tokenização protege as informações do titular, substituindo o número do cartão original de 16 dígitos por um número alternativo exclusivo, ou “token”, que está associado ao cartão de débito individual de cada usuário do WhatsApp e não funcionará em nenhum outro lugar. Os consumidores criam o token e depois inserem a senha de segurança do Facebook Pay ou a biometria do dispositivo sempre que desejarem fazer uma transação.

“Ouvimos em primeira mão dos consumidores locais que segurança é um ponto importante quando pensam em enviar pagamentos móveis a amigos e familiares. Nossa tecnologia remove as informações de pagamento sensíveis e converte os dados do consumidor em tokens”, diz Fernando Teles, Country Manager da Visa do Brasil. “

“Até 2030, 55% dos brasileiros esperam que todas as transações financeiras sejam feitas em tempo real. Para isso, continuaremos trabalhando no desenvolvimento de soluções e padrões interoperáveis ​​com foco na eficiência e na experiência do usuário”, disse João Pedro Paro Neto, Presidente da Mastercard para o Brasil e Cone Sul.

Os primeiros habilitados:

EnglishPortuguês