Faz sentido usar as receitas futuras da empresa para conseguir crédito? Na LinKapital faz. Como? Saiba agora

Faz sentido usar as receitas futuras da empresa para conseguir crédito? Na LinKapital faz. Como? Saiba agora

UM CONTEÚDO LinKapital

O modelo de negócio da LinKapital, a mais nova fintech de crédito para empresas do mercado, é baseado em uma oferta de crédito inovadora que faz sentido. Com tecnologia de ponta, a startup estruturou quatro ofertas: aval dos sócios, garantia de imóveis, desconto de recebíveis e receita recorrente. 

Quanto mais informações o empreendedor fornecer, maiores os valores liberados e menores as taxas cobradas.

“A LinKapital desenvolveu e aplica uma tecnologia inovadora para ofertar operações de crédito que fazem sentido para os tomadores, para a fintech e para os demais investidores que estão financiando essas operações”, diz o CEO Renato Hersz.

Nos três posts anteriores, explicamos como funciona a oferta com aval dos sócios, a oferta com garantia em imóveis da empresa, dos sócios ou dos parentes, e a com garantia de recebíveis. 

A quarta oferta, Operação com Receita Recorrente, já está online na Versão Beta também. 

Pequeno e médio empreendedor brasileiro, atenção: essa oferta é especialmente sob medida para vocês.

Vender a prazo e depois “trocar” cheques de valores a receber no futuro por dinheiro à vista é uma das modalidades de crédito mais antigas e tradicionais. Todo mundo já fez, ou pelo menos sabe o que é isso. 

Mas, e usar mensalidades, aluguéis ou qualquer outra receita futura recorrente para conseguir empréstimos com juros acessíveis, faz sentido? Apesar de não ser uma prática tão comum, faz muito sentido.

No mercado financeiro tem até um jargão pra isso: “crédito fumaça”. 

Sim, receitas de fornecimento de serviços a longo prazo, com faturamentos mensais – sejam comprovadas por contrato ou estatisticamente – podem ser usadas como garantia. Desde que sejam previsíveis. Montadoras, prestadoras de qualquer produto “as a service”, restaurantes, imobiliárias, operadoras de telefonia… 

Sim, envolve um risco – mas deixa com a gente, nosso negócio é precificar esse risco! Escoltados por mecanismos como a trava de domicílio bancário, temos a garantia de que a empresa só acessará o que sobrar após o pagamento do empréstimo. Isso nos permite oferecer essa opção de forma segura, rápida – e justa.

Principalmente para quem tem receitas recorrentes entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão.

Não exigimos tudo o que os bancos exigem para liberar crédito fumaça porque contamos com tecnologia. E porque temos uma estrutura de custos mais leve, menos exigências regulatórias a cumprir e aprendemos como usar informações que as PMEs já produzem para outros fins – arquivos XLM e Sped para a Receita, por exemplo – para rodar simulações.

Analisamos tudo em menos tempo, horizontal e verticalmente; montamos uma métrica e entregamos uma proposta de crédito com valor, prazo e taxa compatíveis com o perfil de cada cliente.

Nessa jornada, #tamojunto com a55 e GFM.

Co-Founders:
Renato Hersz, CEO

Hector Benitez,CTO
Luter Filho,CMO/CCO
Bruno Chiminazzo, COO
Fausto Morais, CSO

Quer saber mais sobre Juros que fazem sentido? Na próxima semana vamos revelar o modelo de distribuição e outros detalhes do negócio inovador da LinKapital.

Siga-nos no LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/linkapitalbr/

EnglishPortuguês
%d blogueiros gostam disto: