Banco Inter anuncia reestruturação, acordo com Stone e migração para Nasdaq

Banco Inter anuncia reestruturação, acordo com Stone e migração para Nasdaq

O Banco Inter divulgou hoje dois fatos relevantes: uma reorganização societária – que inclui a migração das suas ações para a Nasdaq – e um acordo com a Stone.

O banco está prestes a concluir estudos visando a migração de sua base acionária para a Inter Platform, Inc. sociedade constituída de acordo com as leis da jurisdição de Cayman (“Inter Platform”), a ser registrada na Securities and Exchange Commission (“SEC”), cujas ações pretende listar na Nasdaq; as ações terão como lastro BDRs listados na B3.

“O Inter evoluiu o seu modelo de negócios de um banco digital para um ecossistema com cinco “avenidas” de negócios – Day-to-DayBanking , Investimentos, Seguros, Shopping e Crédito – que se complementam e se retroalimentam e, por meio desta plataforma, o Inter pretende ter alcance global e conectar todas as empresas do seu grupo econômico”, diz o comunicado.

A proposta tem quatro objetivos:

  • Fortalecimento da posição como uma companhia global de tecnologia no setor financeiro;
  • Futuro aumento na base e diversificação de investidores, clientes, serviços e produtos;
  • Maior facilidade na comparação com outras instituições financeiras digitas e plataformas de e-commerce listadas naquele mercado; e
  • Permissão de emissão de ações com voto plural, com o objetivo de permitir futuros aumentos da base de capital que serão necessários para o crescimento e assegurar a obrigação regulatória de  controle definido no Inter.

Acordo com a Stone

O Inter informa, ainda, que a Stone se comprometeu a subscrever ações ordinárias e/ou certificados de depósito de ações (“Units”), correspondentes à participação acionária mais próxima, que possa ser obtida, sem exceder, a 4,99% do capital social total do Banco Inter, limitado a um valor do investimento de R$2,5 bilhões, no âmbito de oferta pública de ações do Inter a ser realizada nos termos da Instrução da CVM nº 476/2009, no valor fixado, já considerando o desdobramento em curso, de R$19,28 por ação ordinária e preferencial e R$57,84 por Unit.

O objetivo é “explorar oportunidades de negócio que conectem compradores a vendedores”. Como exemplos, o documento cita conectar os clientes da Stone ao Inter Shop, promovendo a digitalização desta base de clientes, digitalizar a experiência de pagamentos entre clientes Inter e varejistas Stone, tanto online quanto offline; explorar oportunidades de cross-selling de produtos tais como crédito e meios de pagamento, e alavancar a força do funding do Inter para maior eficiência nas ofertas de capital de giro da Stone, além de oferecer aos clientes do Inter outras oportunidades de investimento em renda fixa, por meio de cotas de FIDCs.

EnglishPortuguês