Nova oferta de ações do Inter pode levantar R$ 5,5 bi; Stone pode financiar sua parte com os US$ 500 milhões captados dia 11

Nova oferta de ações do Inter pode levantar R$ 5,5 bi; Stone pode financiar sua parte com os US$ 500 milhões captados dia 11

O Inter anunciou nesta terça-feira uma oferta restrita de ações primária em R$ 57,84 por unit, ou R$ 19,28 por ação, com a possibilidade de um lote adicional de 100% que se inteiramente exercido pode levantar R$ 5,5 bilhões na operação. De acordo com o fato relevante enviado hoje ao mercado, a oferta será composta por 71 milhões de ações ordinárias e 71 milhões de preferenciais. A operação dá sequência à reestruturação do Inter, que no final de maio anunciou a migração de suas ações para a Nasdaq e um acordo com a empresa de meios de pagamentos Stone.

A Stone será âncora da operação, com o compromisso de subscrever ações ordinárias e/ou units correspondentes à participação acionária de até 4,99% do capital social total do Inter, limitado a um valor do investimento de R$ 2,5 bilhões.  No último dia 11, a Stone anunciou a emissão do seu primeiro titulo de renda fixa em dólares, levantando US$ 500 milhões em notas de sete anos com um rendimento final de 3,95%. A Stone informou que vai usar os recursos para o investimento no Inter e no crescimento dos negócios e refinanciamento de algumas dívidas corporativas. 

O Softbank, investidor estratégico do Inter desde 2019, manifestou intenção de que poderá exercer seu direito de prioridade e, eventualmente, realizar um investimento adicional no Inter no âmbito da oferta.

O período de subscrição da oferta prioritária vai até 22 de junho. A divulgação do volume final da oferta está prevista para 24 de junho, com as nova units começando a ser negociadas na B3 no dia 28. A oferta será coordenada por Bradesco BBI, BTG Pactual, Bank of America, Itaú BBA, J.P. Morgan e UBS BB.

%d blogueiros gostam disto: