Nubank associa marca à Anitta para reforçar preocupação com diversidade, enquanto busca profissionais no exterior; cantora terá direito à RSU

Nubank associa marca à Anitta para reforçar preocupação com diversidade, enquanto busca profissionais no exterior; cantora terá direito à RSU
Anitta (esq) e Cristina Junqueira, do Nubank
Reading Time: 2 minutes

Atualizado às 20:00 h

Desde que Cristina Junqueira, co-fundadora do maior banco digital independente do mundo, declarou em rede nacional no ano passado que o Nubank não contrata pessoas pretas por que não há pretos qualificados no Brasil, o banco colocou em marcha uma estratégia de marketing para se redimir da gafe. A última iniciativa foi anunciada hoje: a funkeira Anitta, mulher preta nascida na periferia do Rio que se destacou no universo pop nacional e internacional é sua mais nova “conselheira”.

“Anitta receberá remuneração aplicável aos membros do Conselho de Administração do Nubank. Ela não fez nenhum aporte ou comprou ações do Nubank, mas terá direito às “restricted stock units” (RSU) como parte da sua remuneração como conselheira. Todos os funcionários da empresa podem ganhar ações deste tipo, sem distinção de cargo ou área. Em 2020, mais de 80% dos funcionários receberam ações como bonificações”. 

A explicação veio por email, após questionamento do portal. No começo deste mês, o colunista Guilherme Amado, do jornal ‘Metrópoles’, havia publicado que a cantora estava prestes a se tornar “garota propaganda” e sócia do Nubank.

Deu no Blocknews

Segundo nota enviada à imprensa, Anitta vai participar de reuniões trimestrais com os outros seis conselheiros e a diretoria do Nubank para discutir decisões estratégicas do futuro do banco digital. “A cantora terá um papel importante em ajudar a empresa a aprimorar ainda mais seus serviços e produtos”, diz o Nubank.

O anúncio vem apenas dez dias depois que a mesma Cristina, hoje presidente do Nubank no Brasil, disse que o banco vem abrindo escritórios pelo mundo para tentar resolver o problema de escassez de talentos, em especial em tecnologia. Além de comprar uma empresa nos Estados Unidos há um ano, mantém bases em cidades como Berlim e Buenos Aires, onde ainda não atua.

A explicação foi ao ar no podcast Fortune Brainstorm, conforme noticiou o portal BlocknewsO episódio de que Cristina participou, “More people moving their financial lives online” (Mais pessoas operando online suas vidas financeiras), foi ao ar no último dia 10 de junho.

Empoderada

Em seu site na internet, o banco diz que “a cantora vai nos ajudar a desenvolver produtos e comunicações cada vez mais focadas na missão de empoderar as pessoas”.

A cantora, que cresceu em Honório Gurgel, no subúrbio do Rio de Janeiro, conhece bem as dificuldades de quem procura um banco sem sofrer com tarifas, taxas abusivas e atendimento ineficiente. “É muito chato e constrangedor não conseguir ter acesso a produtos financeiros. Muita gente na América Latina sempre viveu de emprego informal. Como essas pessoas vão ter histórico de crédito? Fiquei impressionada ao ver o trabalho do Nubank em fazer com que milhões de pessoas se sintam incluídas, podendo ter uma vida financeira melhor”, disse Anitta, em nota.

Para o banco digital, “aliar-se à maior e mais influente artista do Brasil significa contar com sua expertise em construção de marcas”. Anitta é uma empreendedora extremamente bem sucedida que usou sua visão estratégica para expandir a carreira não só na América Latina e nos Estados Unidos, mas globalmente.

“Anitta está reinventando a cena cultural nos últimos anos e compartilhamos do mesmo DNA de inovação. Ela levou o funk brasileiro a outro patamar e criou uma marca mundial gigantesca. É uma empresária de sucesso que vai nos ajudar a aprimorar ainda mais os produtos para nossos clientes”, afirma Cristina.

EnglishPortuguês
error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: