Após diversificar com fintechs, Mauá Capital muda sua estratégia para fundos multimercados

Após diversificar com fintechs, Mauá Capital muda sua estratégia para fundos multimercados
Luiz Fernando Figueiredo, da Mauá Capital

Após diversificar com fintechs, a gestora Mauá Capital decidiu mudar sua estratégia para fundos multimercados: com prazos maiores e volatilidade controlada, a área agora será capitaneada diretamente pelo CEO, Luiz Fernando Figueiredo.

Em nota, o CEO explica que a decisão foi estratégica, para focar e continuar crescendo nas áreas que estão dando maior retorno para a empresa e para seus investidores. “Para isso, foi necessário fazer um downsizing na área de gestão de fundos multimercados”, afirma.

Segue a íntegra da nota divulgada para a imprensa:

“Os últimos 3 anos foram muito desafiadores e, apesar do esforço, não conseguimos gerar a consistência nos produtos multimercado, da forma que os nossos clientes merecem.

Por isso, estamos reduzindo e mudando o perfil dessa gestão para alocação em ativos dentro de limites bem definidos de volatilidade, a área será menor, manteremos a nossa capacidade de entendimento Macro e teremos uma gestão de mais longo prazo capitaneada por mim.

Nos últimos nove anos, a Mauá investiu fortemente em produtos ligados à economia real. Continuamos firmes com a nossa área de equities, com estratégias de valor, buscando sempre boas empresas a preços razoáveis para investir.

Na área de alternativos, alocamos nosso investimento em Real State, que já concentra cerca 80% dos cerca da R$ 5 bi do nosso AuM. Nessa área temos veículos em parceria com um grande fundo soberano e dois fundos listados na B3.

Dentro dos negócios da Mauá, também estamos atuando como investidores em fintechs com grande potencial de crescimento, como Pontte e Marvin, ambas de crédito. Hoje, temos 65 pessoas no time, das quais 30 são sócias.

Além disso, iniciamos recentemente nosso novo negócio de infraestrutura, que está começando já com o seu primeiro fundo focado em saneamento.

Em 2020, iniciamos uma estratégia abrangente em ESG e, além de estarmos nos adequando completamente aos padrões de sustentabilidade internamente, estamos muito avançados em trazer soluções a grandes empresas para que elas possam ajudar seu ecossistema a se desenvolver, evoluir de forma sustentável. Essa área de ativos alternativos, também terá em breve um novo produto de crédito estruturado.”

Leia também:

%d blogueiros gostam disto: