Igah, Ventures investe R$ 10 milhões no CondoConta, banco digital para condomínios

Igah, Ventures investe R$ 10 milhões no CondoConta, banco digital para condomínios
Foto: Monstera

O banco digital para condomínios CondoConta, banco digital voltado para condomínios, acaba de receber um aporte de aproximadamente R$ 10 milhões da gestora de capital Igah, Ventures. Com mais de 65 investimentos completos e R$1 bilhão sob gestão, a gestora tem em seu portfólio empresas como a corretora Avenue e os unicórnios Infracommerce e Único. 

Explorando um mercado estimado em R$ 250bi, o CondoConta registra um crescimento de 1067% no último trimestre, com condomínios clientes em todas as regiões do Brasil e mais de R$ 50 bilhões em gestão de patrimônio condominial. O crescimento acelerado da fintech despertou a atenção de investidores. Há dois meses a fintech recebeu um segundo aporte da Redpoint eVentures, investidora de startups como Creditas e Rappi, que somou R$12,6 milhões investidos na fintech catarinense.

“Despertou nosso interesse o crescimento do CondoConta em poucos meses – nós já estudávamos o setor há bastante tempo e nunca havíamos visto uma tração tão acentuada. O mercado de condomínios é enorme e extremamente mal atendido pelos bancos tradicionais. Parte do sucesso da CondoConta vem da oferta de produtos desenhados especialmente para esses clientes, adicionado de soluções tecnológicas que ajudam os síndicos e administradores a gerir e prestar contas de forma mais eficiente e transparente”, afirma Thiago Maluf, managing director da Igah, Ventures.

Criada por um time com mais de três décadas de atuação no mercado condominial, a fintech tirou os condomínios da zona cinzenta que ficavam nos bancos tradicionais, por não serem empresas; foi além da conta digital gratuita, com transações e emissões de boletos ilimitados; e apostou em produtos feitos para resolver dores específicas dos síndicos e administradoras. Entre as soluções estão prestação de contas em tempo real, seguros, crédito para financiamentos e antecipação de taxa condominial por meio da Receita Garantida, produto que garante o fluxo de caixa mensal dos condomínios enquanto oferece aos condôminos mais opções de negociação.

Segundo Rodrigo Della Rocca, cofundador e CEO do CondoConta, o investimento chega para impulsionar a fintech no lançamento de novos produtos, compartilhar educação com gestores condominiais, chegar em todos os estados brasileiros (atualmente o CondoConta possui condomínios clientes em 25 estados), além de atrair talentos para o time que acaba de ultrapassar 100 CondoPowers – como são chamados os colaboradores. 

Leia também: 

%d blogueiros gostam disto: