Em rodada liderada pela Darwin, Finansystech atrai 196 investidores e levanta quase R$ 2,5 milhões na CapTable

Em rodada liderada pela Darwin, Finansystech atrai 196 investidores e levanta quase R$ 2,5 milhões na CapTable
Danillo Branco, CEO da Finansystech

A fintech de Barueri (SP) Finansystech, plataforma de Open Finance as a Service, levantou R$ 2,499 milhões em menos de três horas de 196 investidores. A rodada foi a 25a. concluída neste ano na CapTable, hub de investimentos em startups.

A rodada de investimentos da Finansystech foi liderada pela Darwin Startups por meio do seu veículo próprio de investimento, o Darwin Starter Investimentos S.A.

Neste modelo, os investidores se juntam a um investidor líder que possui experiência no investimento em empresas de alto crescimento e está co-investindo nos mesmos termos do que os demais investidores. Essa também marca a primeira vez no Brasil que uma captação em plataforma é liderada por uma aceleradora.

Para o CEO da Finansystech, Danillo Branco, a velocidade em que a captação foi concluída surpreendeu a todos na fintech. “Quando definimos abrir uma rodada com a CapTable, trabalhamos para que a rodada fosse concluída o quanto antes. Mas quando atingimos 100% em menos de 3 horas, ficamos muito surpresos apesar de já termos percebido que outras pessoas, não só as instituições financeiras, estão interessadas em investir nesse mundo de Open Finance. Isso tudo indica que estamos no caminho certo”, explica o CEO.

Com os recursos, a Finansystech pretende aumentar o time de colaboradores para o desenvolvimento dos novos produtos que ajudarão  os clientes além dos termos regulatórios do Open Finance. “Com quatro meses de operação, nós já temos nove clientes do mercado financeiro, dentre eles a Sicoob, gigante do setor de crédito. E como já possuímos contratos que totalizam um faturamento de R$2,8 milhões para os próximos 12 meses, ampliar nosso time será fundamental junto aos clientes”, detalha Branco.

Setup e subscrição

O modelo de negócio da Finansystech é composto por duas fases principais: setup e subscrição. Na setup é realizada as atividades de implantação da plataforma para o cliente em dois ambientes: sandbox e produção. O sandbox é utilizado para homologar a solução, integração e demais atividades não produtivas. Já a produção é uma réplica funcional do sandbox, mas neste caso se faz uso de dados reais e integração com os sistemas produtivos.

Já a subscrição regulatória garante acesso a alguns módulos. Porém, ao longo do tempo, conforme lançamentos, o cliente recebe oferta de novos módulos, tal como o módulo de gestão de carteira digital. Neste caso, ele receberá um pacote novo em sua plataforma 100% automatizado, sendo dispensada a necessidade de realização de um novo setup. E passará a pagar uma subscrição adicional no próximo vencimento de fatura.

Para Danillo essa captação é importante para o modelo de negócio da fintech pois são os consumidores participando efetivamente do Open Finance. “O fato de pessoas físicas entrarem na rodada de investimento é especial, pois são pessoas que já iriam participar do Open Finance como clientes, mas agora com os investimentos, é o consumidor participando desse movimento”, ressalta Branco.

Investimento via sindicato 

Como investidor líder, o fundo da Darwin é responsável por conduzir a interlocução entre a empresa e os investidores, apoiando os processos de governança e os principais desafios da startup. Como contrapartida, o investidor líder recebe uma taxa de performance sobre o lucro dos demais investidores da oferta, desde que o retorno sobre o investimento seja positivo.

“O fato da aceleradora Darwin Startups estar a frente como investidor líder é muito importante para o negócio da Finansystech, com eles na rodada conseguimos ter uma visão de que o negócio pode ser escalado e se tornar muito maior, sem contar com o apoio deles na comprovação da nossa tese de negócio”, explica Branco..

39 captações desde 2019

A rodada da Finansystech foi a 25ª concluída em 2021 pela CapTable. Com os R$2.499.000 captados para a fintech, o hub de investimentos soma mais de R$41 milhões de investimentos captados somente neste ano. “Além de termos captado mais de R$41 milhões para 25 startups, contamos com outras quatro captações em andamento”, detalha o cofundador da CapTable, Guilherme Enck.

Além de liderar com folga o mercado de investimentos coletivos em startups em 2021, a CapTabe soma mais de R$55 milhões captados para 39 startups desde julho de 2019.

“A CapTable vem inovando o já aquecido mercado de investimentos em startups e os dados mostram isso. Neste ano nós crescemos mais de 270%, dobramos o número investidores ativos e lançamos o Corporate Venture Capital a fim de  aproveitar toda conexão com o ecossistema de inovação para atender a essa necessidade existente no mercado”, finaliza Enck.

%d blogueiros gostam disto: