ACCREDITO lança conta digital para micro e pequenas empresas que contratarem empréstimos na fintech

ACCREDITO lança conta digital para micro e pequenas empresas que contratarem empréstimos na fintech
Milton Luiz de Melo Santos, ACCREDITO

A ACCREDITO, instituição financeira da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), acaba de lançar sua conta digital. A conta será aberta automaticamente para micro e pequenas empresas que tiverem aprovadas as linhas de crédito da ACCREDITO.

Oferecer contas digitais é uma maneira de as fintechs fidelizarem e rentabilizarem os clientes que entram na esteira de crédito. “Este é mais um serviço, entre vários novos que estamos preparando, para incluir na nossa plataforma no ano que vem”, adianta o presidente da ACCREDITO, Milton Luiz de Melo Santos.

Nesta primeira etapa, as funções via PIX ainda não estão habilitadas “O Banco Central exige que a conta digital seja lançada pela instituição para que ela possa pedir a homologação para participar do Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI)”, explica Santos. No entanto, para compensar, o presidente informa que enquanto o PIX não estiver disponível, todas as TEDs serão gratuitas – mas sempre dentro dos horários pré-estabelecidos pelo BC. Com a chegada do PIX, todas as funcionalidades, como pagar tributos, contas de concessionárias e transferências, estarão disponíveis para pagamento via QR Code.

A conta digital da ACCREDITO é uma conta de pagamento, classificada como “pré-paga” e se destina à execução de transações de pagamento realizadas com base em valores previamente aportados pelo cliente. Quem já tem empréstimos contratados com a fintech também poderá abrir uma conta digital, diretamente pelo aplicativo.

Como a maioria das contas digitais, a grande vantagem é que a conta da ACCREDITO não tem custo de manutenção – emas também não permite movimentar recursos com cheques e nem depósitos em dinheiro.

Segundo Santos, o dinheiro emprestado pelas PMEs na fintech cairá nesta conta, mas, se a empresa quiser, pode transferir para outro banco, também gratuitamente.

Hoje, no Brasil, existem mais de 1.200 fintechs, mas apenas 59 são SCD – instituições financeiras que realizam operações de empréstimo, financiamento e aquisição de direitos creditórios, exclusivamente por meio de plataforma eletrônica e com o uso de capital próprio.

Em março do ano passado, o Conselho Monetário Nacional (CMN) editou a Resolução 4.792/2020 ampliando o escopo de atuação das SCD, para ajudar os pequenos empreendedores afetados pela pandemia da Covid 19. Com isso as SCDs passaram também a emitir cartões de crédito e financiar suas operações com recursos de repasses e de empréstimos originários do BNDES.

Como SCD, a ACCREDITO oferece desde maquininha de cartão, a descontos de duplicata, antecipação de recebíveis de cartão de crédito, capital de giro e financiamento para investimentos, além de uma linha de microcrédito para mulheres empreendedoras.

LEIA MAIS:

%d blogueiros gostam disto: