next, do Bradesco, compra a techfin baiana Aarin, focada em soluções de tecnologia financeira para o varejo e em Open Finance

next, do Bradesco, compra a techfin baiana Aarin, focada em soluções de tecnologia financeira para o varejo e em Open Finance
Renato Ejnisman, CEO do next

O next anuncia a aquisição da startup Aarin, empresa de tecnologia de meios de pagamento focada em promover experiências de invisible banking – ou seja, a inclusão de soluções financeiras às jornadas de consumo dos clientes, sem necessidade de acessar outros aplicativos. Dentre os carros-chefe da Aarin estão a integração tecnológica entre o PIX e o varejo (e-commerce e físico), além da conexão de plataformas financeiras ao Open Finance.

Com a aquisição, o next passa a ser acionista majoritário da Aarin, que continuará a atuar de forma independente, atendendo seus próprios clientes além do próprio next. O benefício imediato da aquisição será a utilização da infraestrutura tecnológica da Aarin no nextShop, marketplace do next, que passará a incluir o PIX entre as opções de pagamento. Em seguida, o cliente terá acesso a um leque diversificado de outras opções para concluir uma compra. Isso possibilitará ao next ter o controle completo dos pagamentos no nextShop e criar promoções personalizadas de acordo com o perfil de engajamento dos clientes.

A Aarin afirma que está preparada para integrar a sua solução com qualquer participante do Open Finance, o que abre espaço para a conexão de diversos parceiros ao next e à Aarin. Além disso, a aquisição marca um primeiro passo do next para atender o universo de MEIs e Pessoas Jurídicas, com soluções de pagamento focadas em PIX, consolidando ainda mais o papel do next como plataforma digital. 

“O maior beneficiado desta aquisição será o nosso cliente, que terá uma experiência ainda mais amigável no nextshop com novas formas de pagamento, e também com a possibilidade de ganhar cashback em outras frentes além do e-commerce”, afirma Renato Ejnisman, CEO do next. “Estar com a Aarin é promover uma aproximação ainda maior do next com tecnologias disruptivas, que miram o futuro da dinâmica financeira no país, muito conectadas aos temas de Open Finance e invisible banking”, completa.

Criada em 2020 por Ticiana e o atual CTO Victor Tavares, junto à Venture Studio Cubos Tecnologia, em Salvador, a Aarin é considerada uma techfin – empresa de tecnologia de soluções financeiras. Com menos de dois anos de vida, já conta com algumas centenas de clientes do varejo e outros setores.

Leia também

Aarin capta mais R$ 2 milhões, em rodada seed; um dos investidores é Yan Tironi, CEO do BBNK e advisor da startup

Aarin vai ajudar pequenos varejistas e trabalhadores informais a receber pelo PIX

“Vamos ampliar nosso foco de atuação e colocar Salvador no mapa das startups”, diz CEO da Cubos Tecnologia

%d blogueiros gostam disto: