Celcoin recebe investimento de R$ 85 milhões da Innova para acelerar consolidação no segmento de infraestrutura financeira

Celcoin recebe investimento de R$ 85 milhões da Innova para acelerar consolidação no segmento de infraestrutura financeira

A Celcoin, que fornece infraestrutura de tecnologia financeira e bancária, recebeu investimento de R$ 85 milhões da Innova Capital, que se junta à Vox Capital, Sinqia e BTG, como investidora da companhia. A Innova foca em capital de crescimento e já investiu em empresas como Movile (controladora do iFood, Zoop e Sympla), Snapchat, ClearSale, Bom Pra Crédito, CARIUMA e Alpha Capital, primeiro SPAC focado em empresas de tecnologia da América Latina. Com o aporte, a fintech reforça sua estratégia de consolidação no segmento de infraestrutura de serviços bancários através de crescimento orgânico e M&As.

Fundada em 2016, a Celcoin processou R$ 25 bilhões em 2021. Entre os mais de 200 clientes, como bancos, fintechs, carteiras digitais, corretoras, ERPs, marketplaces, operadoras de celular e empresas de fidelização, encontram-se mais de 20 empresas com capital aberto e 7 unicórnios.

Esta rodada vem apenas 8 meses depois do aporte de R$ 55 milhões realizado em julho de 2021 e visa acelerar a estratégia recente de crescimento da empresa, que anunciou nos últimos 2 meses a aquisição das startups Galax Pay, focada em soluções de cobrança recorrente e subadquirência, e da Flow Finance, que permite que qualquer empresa ofereça crédito por meio de APIs. Recentemente, a Celcoin também recebeu a licença do Banco Central para operar como Instituição de Pagamento, reforçando padrões de governança e melhorando robustez e margens do modelo de negócio.

Em linha com a tendência de “fintechização” de diferentes mercados e atacando uma oportunidade ainda incipiente na América Latina, a Celcoin fornece APIs para habilitar Pix, open banking, pagamento de contas, tributos, recargas de celular, vale presente, débito automático, saques em caixas eletrônicos, transferências e cobranças. Após a aquisição da Flow, a companhia passou a oferecer também infraestrutura para empresas que querem oferecer crédito (capital de giro, consignado privado, empréstimo pessoal, Buy Now Pay Later e outros).

“Após o investimento, vamos continuar com nossa estratégia de crescimento orgânico e através de M&As, buscando startups com produtos e times fora da curva que ajudem a consolidar nossa posição de principal provedor de infraestrutura de tecnologia financeira do país”, disse Marcelo França, CEO e cofundador da Celcoin.

%d blogueiros gostam disto: