AI, biotecnologia e criptos são as mais promissoras fronteiras da inovação, diz Marc Andreessen, do a16z

AI, biotecnologia e criptos são as mais promissoras fronteiras da inovação, diz Marc Andreessen, do a16z

Em recente entrevista à série The Quarterly Interview: Provocations to Ponder, da consultoria McKinsey&Company, Marc Andreessen, co-fundador da Andreessen Horowitz – ou a16z, um dos principais fundos de venture capital dos Estados Unidos – revelou quais são suas apostas para o futuro.

“Embora algumas das tendências mais promissoras que descobrimos há 15 anos ainda estejam sendo exploradas, em paralelo seguimos pesquisando novas. E, nessas pesquisas, recentemente encontramos três nas quais apostar. Essas tendências podem ser convenientemente resumidas pela sigla ABC: artificial intelligence, biotecnologia e criptomoedas”, disse.

Segundo Andreessen, “existem todas essas tecnologias incríveis em torno de aprendizado profundo, aprendizado de máquina, GPT-3 [transformador pré-treinado generativo 3], DALL-E, essa coisa nova de geração de imagem da IA ​​aberta e assim adiante. A biotecnologia com a genômica e agora a revolução do mRNA, e a revolução de unir as disciplinas de biologia e engenharia, é uma grande colina para escalar; e o terceiro, o C, é cripto e Web3, que é uma revolução em torno do consenso distribuído, construindo redes confiáveis ​​na internet e todas as coisas derivadas disso”.

Leia a entrevista completa aqui.

%d blogueiros gostam disto: